Virtudes: O que nos ensina cada ponto do Eneagrama?

O que são as virtudes? Se buscarmos no dicionário, encontraremos a seguinte definição:


"Virtude é a disposição de um indivíduo de praticar o bem; e não é apenas uma característica, trata-se de uma verdadeira inclinação, virtudes são todos os hábitos constantes que levam o homem para o caminho do bem."

No estudo do Eneagrama, dizemos que as virtudes são emoções de uma dimensão superior. Quando você se conecta com a sua virtude, passa a emanar pelo seu coração algo divino. São manifestações naturais de algo muito do bem que florescem a partir do contato com o Ser.


Vamos ver quais são as principais virtudes que o Eneagrama nos ensina?

O ponto 1 do Eneagrama nos conta sobre a virtude da serenidade. A serenidade vai muito além de um comportamento calmo, suave ou manso. Trata-se de uma profunda aceitação das coisas do jeito que elas podem ser em cada momento. É a nítida percepção de que tudo tem uma razão de ser, ainda que não a compreendamos. A serenidade habita um coração que não se perde em reatividade.⁣

Não é sobre não se importar, mas sobre ser capaz de responder ao invés de reagir. Não é sobre concordar, mas sobre aceitar.⁣

O que nos distancia da serenidade, é a ira. A ira brota do desejo do ego de corrigir, ou seja, do sentimento de raiva diante de tudo aquilo que não corresponde as nossas expectativas. A ira provoca um corpo tenso, um estado emocional de irritação e uma mente julgadora e crítica. Já a serenidade, uma paz de espírito que brota da profunda aceitação.⁣


O ponto 2 do Eneagrama nos traz a virtude da humildade. A palavra humildade tem origem na palavra “humus” que significa terra fértil. O humilde é aquele que é do tamanho que é, nem maior e nem menor: se respeita, reconhece suas necessidades e limites. Por se cuidar e se amar de verdade pode também ser essa terra fértil para os outros. Quando soltamos o desejo de ser o centro de tudo que se passa ao nosso redor, ocupamos um lugar mais tranquilo e sereno. Então torna-se possível viver com humildade.⁣

Aqui o que atrapalha o acesso à humildade é o orgulho. O orgulho é um “eu inflado” ancorado na carência. É viciado em agradar ou querer chamar a atenção para sentir que tem valor, que é bom e que tem importância.


“O Ego é orgulhoso e deseja ser importante perante os outros, mas o Ser é humilde e sabe exatamente quem é em cada momento”. André Prudente⁣



O ponto 3 do Eneagrama nos revela a virtude da veracidade. Viver a veracidade é ser fiel a quem realmente se é, revelando seu verdadeiro eu, com simplicidade e sinceridade. É ser capaz de dizer a verdade que emana do coração e então descobrir que todos nós temos valor e merecemos ser amados, simplesmente por existir. Simplesmente por ser quem já somos.⁣

Cultivar a veracidade em sua vida, ou a autenticidade, é muito diferente do que viver por trás de uma máscara, uma convincente imagem, elaborada para obter atenção, reconhecimento e para tentar se proteger do medo de não ser amado (caso você ouse simplesmente expressar o seu eu espontâneo). Importante também perceber que a autenticidade nada tem a ver com uma honestidade brutal (no estilo doa a quem dor), mas sim sobre confiar em você do jeito que você é. Autoaceitação parece ser o primeiro passo.⁣



O ponto 4 do Eneagrama nos fala sobre a virtude da equanimidade. Viver a equanimidade é viver em conexão com a sua essência que é completa e satisfeita. Trata-se de sentir tudo: sem reter ou rejeitar as emoções. Porém, sem fazer dramas. Sem dificultar as coisas. É sobre reconhecer que, sim, há muito ainda a ser conquistado. Mas, por outro lado, reconhecer também que você já avançou bastante. E ser feliz no meio disso tudo.⁣

Viver a partir dessa virtude é muito diferente do que estar aprisionado na melancolia, fugindo de agir e de lidar com as causas do seu sofrimento, por apego às histórias e aos pensamentos negativos sobre quem se é. Também é muito diferente do que viver focado no que está faltando, pensando no passado e desvalorizando o que está acontecendo agora: jogando fora o lado bom das situações e dos relacionamentos.⁣



O ponto 5 do Eneagrama nos conta sobre a virtude do desapego. Essa virtude nos faz lembrar que os recursos sempre estão disponíveis e que fluem continuamente. Reter objetos, conhecimentos ou demonstração de sentimentos (por achar que não há o suficiente ou que os recursos irão acabar) é um comportamento que revela a mentalidade de escassez. Quem experiência essa virtude, percebe que não há necessidade de economizar o seu envolvimento com a vida. Pelo contrário, pois quanto mais nos envolvemos com o mundo ao nosso redor, e quanto mais disponibilidade tivermos para trocar nossos recursos com os outros, mais receberemos.⁣

Já o apego está baseado no medo, na insegurança (de que os recursos necessários não vão chegar ou de que vão acabar) e no desconhecimento do verdadeiro Eu. O apego vem da pobreza de consciência.⁣


Como a dúvida influencia suas escolhas? O que está sendo evitado quando você se mantém permanentemente em dúvida? E se você desistisse de tentar encontrar segurança?⁣

No ponto 6 do Eneagrama encontramos a virtude da coragem. A palavra coragem vem do latim "coraticum" , que significa a bravura que vem de um coração forte. Gosto quando definem coragem como uma força espiritual que nos torna capazes de atravessar uma circunstância difícil com confiança. ⁣

Perceba que coragem não significa ausência de medo, mas sim - agir - apesar dele. Coragem também não significa se jogar de forma desastrosa em direção a algo. Para refletir: Talvez seja simplesmente sobre ter coragem de falar a verdade, de ousar fazer o certo, de encarar o dia a dia e de correr os riscos que envolvem ser quem você é e estar vivo!⁣

“A vida se contrai e se expande proporcionalmente à coragem do indivíduo.” Anaïs Nin⁣




O ponto 7 do Eneagrama nos fala sobre a virtude da sobriedade. A sobriedade tem a ver com se sentir verdadeiramente satisfeito com o que se apresenta aqui e agora. Trata-se de um profundo estado de contentamento (sem a necessidade de distrações e de estímulos externos para ser feliz). Esse estado de contentamento é encontrado no silêncio interior e na quietude (quando se tem coragem de atravessar a dor). Cultivando a sobriedade em nossas vidas, conseguimos identificar e nos dedicar ao que verdadeiramente importa: a preciosidade do que está aqui, bem diante de nós, agora.⁣ Perceba que a sobriedade (ou o contentamento) é bem diferente da eterna busca por uma felicidade futura. É bem diferente do que seguir se alimentando de “positividade” para tentar preencher um vazio interior: uma “positividade” que nunca sacia e que nunca é suficiente.⁣


Como o seu exagero de força e de insensibilidade (ou o exagero de “proteção” para somente com alguns) criam um disfarce para o seu próprio medo de ser incompetente ou fraco? Se você simplesmente parar de exagerar (em ambas as direções), o que será descoberto?⁣ O ponto 8 do Eneagrama nos conta sobre a virtude da inocência. Ah, como eu honro essa virtude! Que desafiadora e necessária! A inocência está relacionada com a nossa capacidade de manter o coração aberto, suave, receptivo e amoroso com tudo e todos, mesmo diante da possibilidade (que sempre existirá) de ser novamente machucado, traído, enganado... ⁣ Para viver a inocência será preciso aprender a perdoar (a si mesmo e aos demais), se desfazer da culpa e do desejo de vingança. Será preciso redescobrir como é viver quando se escolhe abrir mão do impulso de contra-atacar.⁣ Perceba que inocência nada tem a ver com ingenuidade. Ingenuidade é uma falta de consciência sobre o que está acontecendo dentro e fora de nós. Já a inocência é um estado de receptividade.⁣


O que você está adiando? Por quê? O que poderia acontecer se você parasse de adiar?⁣⁣ ⁣⁣ No ponto 9 do Eneagrama acessamos a virtude da ação certa. A força da ação certa está relacionada ao engajamento, a proatividade, a diligência...⁣⁣ ⁣⁣ Trata-se de agir e de se mover conscientemente, enfrentando os conflitos da vida com assertividade. Para acessar a ação certa você precisa: ⁣ 1) Sentir e reconhecer as suas reais necessidades;⁣ 2) Traçar objetivos claros;⁣ 3) Um corpo com vitalidade para entrar em ação;⁣ Perceba que viver essa virtude é muito diferente do que viver em um estado de confusão, de distrações e de estagnação.⁣⁣ Questione-se: Qual é a sua necessidade neste momento da sua vida? Quais são as suas metas? O que você precisa fazer para se mover em direção a elas? Mantendo o foco você irá superar todos os seus desafios!


Que essas lembranças nos ajudem a retomar o contato com todas as virtudes que habitam em cada um de nós.


Com amor,

Monique